domingo, 31 de julho de 2011


«a dor é perder, a dor é não ter. a dor é a certeza. a dor é a vida que foge, o tempo que passa, aquilo que podia ter sido, mas não foi. a dor é a irreversibilidade. há espaço para tudo na mansão da dor. a mansão da dor é escura e aconchegante, e solitária. a dor é apanhar o vento, segurar água com um punho. a dor é sossegada. a dor é bem educada. surge, e depois vai-se embora. mas a dor nunca tem fim. só as coisas têm fim quando desaparecem. a dor é impossível.» Halfdan W. Freihow - Querido Gabriel.

a dor é este sentimento cruel, e infiel, que nos ataca quando menos esperamos.
a dor é a infelicidade. a dor é o partir do coração.

7 comentários:

  1. não podia concordar mais , obrigada :))

    ResponderEliminar
  2. ui, que comentário bom *.*
    ainda bem que tens um amor assim, parecido com o meu :b
    se bem, que as coisas não andam a correr muitooo bem mas rezo para que seja só uma fase, pequena **
    muitas felicidades!

    ResponderEliminar
  3. é exactamente isso o que queria transmitir. porquê desistir, quando temos a felicidade tão perto?

    ResponderEliminar
  4. não há mais nada a dizer, está tudo demasiado bem explicito!;)
    bj*

    ResponderEliminar